Equipamentos

Vantagens e desvantagens de coletores urinários

Antes de procurar por coletor de urina preço, é interessante saber qual sua serventia no âmbito clínico. Para ter uma ideia, este tipo de aparelho é conhecido como cateter vesical ou, simplesmente, sonda urinária.

O cateterismo é uma técnica em que se introduz um cateter pela uretra até a bexiga do paciente, uma vez que facilita a saída de urina.

O procedimento é destinado para pessoas com obstruções como a hipertrofia da próstata, dilatação uretral ou para a realização de exames em urina, bem como preparações para cirurgias.

Geralmente, o coletor de drenagem urinária externa masculino é aplicado por um médico especialista e deve tomar o maior cuidado possível, pois há riscos do paciente desenvolver infecções e hemorragias.

Salvo isso, chega de mais delongas. Abaixo, preparamos um conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre coletores urinários. Acompanhe.

 

Utilidades dos coletores urinários

Assim como foi dito acima, a técnica oferece alguns riscos ao paciente. Por conta disso, a técnica só pode ser feita em casos necessários, onde o indivíduo realmente necessite do procedimento.

Veja algumas situações que necessita do uso da sonda uretral preço acessível:

  • Perda de sangue pela urina;

  • Medição do volume residual;

  • Controle da produção de urina pelo rim;

  • Dilatação ureteral;

  • Insuficiência renal pós-renal, por obstrução infra-vesical;

  • Avaliação da dinâmica do aparelho urinário inferior;

  • Esvaziamento da bexiga durante as etapas;

  • Alívio da retenção urinária aguda ou crônica;

  • Recolha de urina estéril para exames;

  • Controle de incontinência urinária.

Ainda cabe destacar que o cateterismo vesical também pode ser utilizado para a administração de remédios e medicamentos, aplicados diretamente na bexiga do paciente. Este tipo de técnica é muito recorrido em casos de infecções graves, por exemplo.

 

Aparelhagem necessária para o procedimento

Além do coletor para incontinência urinaria, geralmente, o material usado para realizar esta técnica consiste em um kit estéril, produzido especialmente para o cateterismo vesicular.

O conjunto de equipamentos é feito especialmente para garantir a segurança e higienização ante ao uso da sonda. Neste conjunto de materiais, tem pacote com gaze, o cateter vesical, a bolsa coletora de urina, seringa de 20 ML, dentre outros produtos importantes.

sonda uretral de alívio deve proporcionar conforto e segurança ao paciente, uma vez que precisa ter uma drenagem de urina adequada para minimizar as lesões uretrais.

Neste sentido, a bolsa coletora de urina também deve ter extensão que permita a mobilidade do paciente, pois o cateter não pode sofrer puxões ou ser mexido drasticamente.

Como a técnica é realizada

Muitas pessoas se confundem com o procedimento de coleta urinária, achando que é parecido com o mesmo processo do coletor de fezes com conservante. No entanto, a técnica da sonda consiste na aplicação direta no paciente, que permanece com o aparelho.

Para que o exame seja feito corretamente, é necessário que o médico especialista tenha todo o material em mãos, os mesmo que foram mencionados há pouco.

Feito isso, as seguintes etapas são realizadas:

  • Colocação de luvas;

  • Lavagem da região íntima do paciente;

  • Abertura do pacote do cateterismo;

  • Abertura da sonda;

  • Lubrificação da gaze.

Ainda vale destacar que as mulheres devem ficar na posição ginecológica (barriga para cima e pernas abertas). Para homens, as a barriga deve ficar para cima, com as pernas fechadas.

Posteriormente, a ponta da sonda é lubrificada e introduzida na região íntima do paciente. Para homens, a anti-sepsia é feita na glande, com o prepúcio peniano levemente afastado. Para mulheres, o processo é feito com os lábios da vagina levemente abertos.

Feito isso, a sonda é introduzida na uretra, deixando a outra extremidade dentro da cuba, uma vez que a saída de urina é verificada. Depois, o balão da sonda é inflado com 10 a 20 ML de água destilada.

 

Principais riscos à saúde

O cateterismo vesical é feito em pacientes que realmente apresentam dificuldade na hora de ir ao banheiro para urinar.

Em suma, o procedimento apresenta riscos, como infecção do trato urinário, muito frequente em mulheres, pessoas com insuficiência renal, assim como idosos.

Portanto, é imprescindível que todo o processo seja feito da melhor maneira possível, com higienização adequada e aparelhagem completamente esterilizada. Isso porque qualquer contato com urina, fezes, dentre outros contaminantes, pode fazer com que o paciente piore o quadro.

Outros riscos da técnica são hemorragia, que pode ser implicada pela utilização de uma sonda de calibre incorreto ao tamanho da uretra, passagem incorreta do cateter ou existência de doenças prévias.

Complicações como a formação de cálculos na bexiga, ocasionado por uma longa permanência da sonda e lesões no aparelho urinário, também são problemas que podem surgir.