Alimentação

Qual a melhor forma de consumir a cúrcuma? Saiba a melhor forma

‌A curcuma, ou açafrão, tem sido associada a uma série de propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, antitumorais, antivirais e antibacterianas. Esse potencial terapêutico pode ser confirmado em mais centenas de estudos, que observam suas aplicações, biodisponibilidade e entre outros fatores. 

Existem diversos componentes capazes de aumentar a biodisponibilidade da curcumina, podem aumentá-la em até 2000%. Nesse conteúdo, apresentamos o que os cientistas já sabem sobre a substância para você entender a melhor maneira de realizar seu consumo e aproveitar seus benefícios.

O que é a curcuma?

Também conhecida como açafrão, a especiaria vem de uma herbácea rizomática perene, que é da mesma família do gengibre. As folhas da planta são alongadas e verde-claras, e seu rizoma tem interior amarelo-alaranjado, sendo a parte mais utilizada da planta.

Para que serve?

Seu uso é muito comum na culinária, inclusive é o que oferece a cor e o sabor característico do curry. Além disso, a planta é utilizada pelos indianos como um fármaco, cuja indicação para uma diversidade de doenças respiratórias, como: bronquite, asma e algumas alergias. 

Ademais, essa cultura milenar também utiliza o açafrão para o tratamento de distúrbios alimentares, doenças hepáticas, sinusite, tosse e coriza. Em outras culturas, lhe são dados outros usos, então, serve como corante na China, ingrediente para drinks na Coreia, para chás no japão e em molhos como mostarda, queijo, salgadinhos e outros nos Estados Unidos.

Qual a diferença do açafrão e da curcuma?

Apesar de serem da mesma família, que também inclui o gengibre, a curcuma e o açafrão tem algumas diferenças. Essas distinções estão relacionadas às suas composições químicas. Isso se deve ao fato de que o açafrão é extraído de estigmas da flor Crocus sativus. 

Por outro lado, o rizoma familiar, é extraído da raiz da curcuma longa. Ambas as plantas têm uso similar, bem como seus efeitos benéficos à saúde. A suplementação pode ser realizada por cápsulas, que são fáceis de ingerir e, por isso, são facilmente incluídas em distintas rotinas alimentares.

Qual a melhor forma de consumir a curcuma?

Os vários estudos realizados para determinar as propriedades benéficas à saúde do açafrão perpassam formas distintas de consumo. O intuito dos estudos também inclui compreender como vencer a problemática da biodisponibilidade da curcumina, que é considerada baixa. Para isso, foram observadas as formas seguintes de consumo: 

●     Via oral: em estudos realizados com humanos consumindo curcumina logo após corrida, foi observada a inibição de citocinas inflamatórias, bem como de estresse oxidativo; 

●     Aplicação subcutânea: embora o estudo tenha sido realizado apenas em animais, a aplicação subcutânea foi eficaz em demonstrar propriedades antitumorais; 

●     Administração intraperitoneal: injetada na cavidade do peritônio, o uso inibiu hipertrofia cardíaca, mitigou a porcentagem de células tumorais e inibiu inflamações, no entanto, os testes ainda não foram realizados em humanos; 

●     Aplicação intravenosa: mostra propriedades anticancerígenas em distintos tipos de tumores, com maior potencial terapêutico, sem induzir toxicidade. Mas também não foi confirmado com estudos realizados com humanos; 

●     Aplicação tópica: em estudos com animais, a aplicação mostrou eficácia na inibição da formação de tumores, cicatrização de feridas, câncer de pele, psoríase e outros; 

●     Uso nasal: usada para aumentar a biodisponibilidade e direcionar e distribuir fármacos da curcumina nos campos diversos do cérebro. Além disso, por inibir a broncoconstrição a aplicação nasal tem potencial antiasmático e previne inflamações nas vias aéreas. Mas, novamente, não foi feito em humanos. 

Em resumo, apesar das diversas possibilidades de aplicação da curcumina e seus comprovados benefícios para distintas áreas da saúde, apenas a administração oral tem estudos que comprovam sua eficácia em humanos. Com base nisso, podemos apontar que a melhor forma de consumo é oral, o que engloba a suplementação em cápsulas.

Benefícios do curcuma

Diversas pesquisas, desenvolvidas ao longo das últimas três décadas, apontam sua importante atuação tanto na prevenção quanto no tratamento de uma série de condições crônicas de saúde. Dentre essas condições, podemos citar doenças pró-inflamatórias, neurodegenerativas, pulmonares, autoimunes, pulmonares, metabólicas e malignas. 

Outros benefícios conhecidos da curcumina são suas propriedades antioxidantes, antimutagênicas, anti-inflamatórias, antimicrobianas e até anticancerígenas. Além disso, o rizoma tem sido estudado por demonstrar potencial quimiopreventivo. Por todos esses benefícios seu comércio se popularizou em diversos países, em formatos diversos, como em cápsulas, pomadas, comprimidos, sabonetes, bebidas energéticas e cosméticos.

curcuma desinflama o corpo?

Sim. Diversos estudos confirmam o potencial anti-inflamatório da curcumina, o que se dá por sua capacidade de inibir agentes pró-inflamatórios, bem como de modular moléculas inflamatórias. 

Essa ação está inclusive associada ao combate de diversas células tumorais, bem como de radicais livres, conhecidos como moléculas instáveis que provocam estresse oxidativo. A atuação da curcumina no combate a esses radicais livres ocorre por diversos mecanismos distintos que a levam a neutralizar essas moléculas danosas ao organismo.

Pode usar curcuma todos os dias?

O uso do suplemento em cápsulas, para ingestão oral, pode ser consumido diariamente. Inclusive, a indicação geral é de que sejam usadas três cápsulas por dia, desde que a necessidade deste consumo seja alinhado com um médico ou profissional da nutrição previamente. 

Considerando os diversos benefícios da curcuma para o organismo e tudo que ainda pode ser comprovado ou descoberto pela ciência, seu consumo é um excelente aliado à saúde. Para fazer a melhor adequação do seu consumo à rotina alimentar, é importante consultar um nutrólogo e verificar a indicação ideal para suas especificidades.

Além disso, vale lembrar que encontrar produtos de excelente qualidade é o melhor caminho para garantir os benefícios do suplemento desejado. Então, procure a Nature Center, especialista em produtos naturais, como albumina, curcumina e outros de qualidade atestada e escolha o seu!