Sem categoria

Produtos naturais: mais que uma tendência, uma oportunidade de negócio!

Você sabe o que são produtos naturais? Descubra aqui de forma rápida e detalhada o que são, seus principais tipos e comprove que, muito mais que uma tendência, são uma oportunidade de negócio, seja Atacado de produtos naturais ou até Distribuidores de produtos naturais.

O que são produtos naturais?

Produtos naturais são compostos químicos e substâncias produzidas por um ser vivo, encontrado na natureza e que têm função biológica, farmacológica e podem ser usados para se descobrir e produzir remédios.

A química de produtos naturais estuda as substâncias da natureza, cuja constituições são importantes, uma vez que têm uso prático diretamente na farmácia e medicina.

O estudo, por exemplo, de produtos naturais é a fitoquímica e cada vez mais se usa essas substâncias diretamente encontradas na natureza para tratamentos fitoterápicos.

Muitas plantas já possuem princípios ativos que são conhecidos, contudo é bom sempre estar atento para a dosagem.

Produtos naturais para revenda também podem ser alimentícios, sendo caracterizados alimentos que podem ser obtidos diretamente na natureza, ao contrário dos alimentos processados e sintéticos que são produzidos.

Além disso, os alimentos naturais contam com a vantagem de terem sido cultivados em um processo isento de agrotóxicos que prejudicam a saúde, ou seja, num processo de agricultura natural.

Deve-se se atentar ao uso da palavra natural, já que são considerados apenas aqueles que seguirem o padrão de cultivo pela natureza e sem a adição de componentes químicos.

Para se ter mais noção da agricultura natural, deve-se entender sobre o solo: ele tem a função de proporcionar os tão conhecidos alimentos naturais. Alguns Produtos naturais a venda são:

  • Cereais;
  • Legumes;
  • Legumes verdes;
  • Frutas;
  • Hortaliças;
  • Verduras.

A inclusão cada vez maior dos agrotóxicos, que fazem muito mal para nossa saúde, se deve pelo objetivo de produzir mais e gerar mais dinheiro. Isso matou a agricultura natural.

Um exemplo direto de como esses venenos agem, é que o conceito de “fruta de época” é pouco aplicado hoje, uma vez que frutas que teriam poucos meses de época, como o morango (agosto a outubro), agora ficam o ano inteiro nas prateleiras dos mercados ou até mesmo das feiras.

Os alimentos “envenenados” não prejudicam só quem os consome, como também quem os produz, o solo, os lençóis freáticos, etc.

Benefícios da alimentação natural

Muitos são os benefícios que uma alimentação natural e mais saudável pode trazer para a nossa vida.
Além de conter mais nutrientes, como mais vitamina, ferro, magnésio, fósforo e proteínas, também já há evidências que mostram que bichos que crescem alimentados de forma orgânica são mais saudáveis do que aqueles crescidos comendo rações.

O mesmo vale para nós ao escolhermos produtos orgânicos sem processamento e química.

Uma prova disso é que alimentos naturais orgânicos possuem mais flavonoides, especiais para combater doenças cardíacas e também para prevenir o câncer.

Já os efeitos químicos de alimentos que não sejam naturais, principalmente nas crianças menores são péssimos: pesticidas amplamente conhecidos e muito utilizados podem comprometer o desenvolvimento neurológico dos garotos.

Muitas pesquisas feitas a partir de urina de crianças provam isso, e os pais, pouco conscientes, precisavam tomar medidas necessárias para evitar problemas futuros, assim como pôr a mão na massa e descobrir onde comprar produtos naturais o mais rápido possível.

Existe, nos dias de hoje, uma preocupação cada vez maior com a alimentação saudável e isto é inegável.

Os malefícios de uma alimentação não orgânica é baseada em comidas processadas estão sendo cada vez mais escancarados, seja na mídia, na internet ou também em mutirões pró-saúde.

Por esses e outros motivos, o mercado de atacado de produtos orgânicos, assim como distribuidora de produtos naturais e revendedoras desses também crescem, fazendo dos produtos naturais uma boa oportunidade de negócio.

Esse mercado está em franco crescimento e expansão, atingindo cada vez mais as feiras, as prateleiras do mercado e também convenções.

O valor desses alimentos geralmente é mais caro do que o preço daqueles convencionais, uma vez que para cultivar os alimentos naturais, se necessita de manejo livre de insumos, agrotóxicos, tornando a safra mais suscetível a ataques de pragas.

O desafio para quem entra nesse negócio é pensar não só no lado econômico e nos lucros que este mercado propicia, mas também em transformar, não só os alimentos, como todos os produtos naturais em geral, mais acessíveis para o maior número de pessoas possível.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *