Curiosidades

A importância do lençol de chumbo para o mundo da saúde

lençol de chumbo é um material denso e funciona como um escudo contra raios X. Esse tipo de procedimento pode ser muito prejudicial à saúde, devido à radiação do aparelho.

Todavia, o chumbo é um dos materiais que possuem melhor custo benefício, especialmente no sistema de proteção à radiação.

Para ter uma breve ideia, o lençol de chumbo preço chega a custar 30 vezes menos que o molibdênio, outro tipo de material usado com a mesma finalidade.

A densidade do chumbo bloqueia a radiação, pois está relacionado com a nuvem de elétrons que permeia em torno do núcleo do átomo.

Ou seja, o chumbo tem uma nuvem muito grande, que facilita a dissipação da energia presente no equipamento de raios X.

Por essa razão, preparamos um conteúdo especial sobre o lençol de chumbo e sua importância no âmbito da saúde. Continue com a leitura a partir dos próximos tópicos deste artigo.

Perigos da radiação de raios X

O isolamento com paredes de chumbo é necessário porque o equipamento de raios X é umas das formas mais perigosas de radiação.

A radiação emitida pelo aparelho é capaz de ultrapassar diferentes tipos de materiais e, quando em contato com as células, implica em mutações que podem ocasionar câncer.

A quantidade de radiação recebida quando se tira uma chapa não causa danos maiores, no entanto, a pessoa que opera a máquina de raios X todos os dias teria sérios problemas se não se protegesse atrás de uma parede revestida com lençol de chumbo para radiologia.

Ainda assim, este tipo de lençol, quando aplicado em uma sala de radiologia, é muito eficaz para a dissipação de radiação ionizante.

Portanto, o chumbo é muito importante para evitar complicações futuras, como o câncer propriamente dito.

O que é fóton?

Em 1801, Thomaz Young afirmou que a luz é uma onda eletromagnética. Max Planck, por ora, realizou pesquisas a respeito, porém, apenas em 1905 que Albert Einstein comprovou a dualidade da partícula de luz, exaltando seus efeitos e, deste modo, denominou como “fóton”.

A máquina de raios X é formada por fótons, que são pequeninas partículas elementares, as mesmas partes oriundas da luz.

O fóton não possui massa de repouso, assim sendo, ele nunca está parado. Além disso, ele surge com a velocidade.

Por esse motivo, quando perguntado sobre lençol de chumbo para que serve, basta responder que ele atua na contenção e isolamento de salas de radiação.

O porquê do chumbo

Até aqui já deu para imaginar a importância do chumbo dentre os processos radiológicos, uma vez que o metal evita o surgimento de doenças, como o câncer, por exemplo.

Abaixo, confira o funcionamento do lençol de chumbo neste tipo de proteção:

 

  • Os raios X são disparados;

  • O fóton transfere a energia para um dos elétrons;

  • Os elétrons giram em torno do átomo do chumbo;

  • Carregado, o elétron se afasta do átomo;

  • Com isso, ele passa a chocar com outros átomos;

  • Esse choque ocasiona a perda de energia;

  • Por fim, o lençol de chumbo esquenta.

Após muitos choques, a radiação morre e o elétron, antes carregado de energia, é pego por um dos átomos que compõem o lençol de chumbo.

Assim sendo, antes de verificar a manta de chumbo preço, o ideal é saber a densidade do chumbo, pois é o que vai garantir a proteção contra a radiação.

Confira 4 curiosidades sobre o lençol de chumbo

O lençol de chumbo possui inúmeras vantagens e benefícios, mas também tem algumas curiosidades acerca do material. Abaixo, confira as 4 principais curiosidades sobre a manta de chumbo:

1. Chumbo e fótons

O lençol de chumbo custo pode ser baixo, mas os raios X são formados pelo mesmo tipo de partícula que compõe a luz visível. A única diferença é que os fótons carregam mais energia que a luz e infravermelhos.

2. Transferência de energia

Quando um fóton de raios X encosta numa parede de chumbo, ele morre e transfere a energia vigente para um elétron de um átomo do chumbo. Este processo sobrecarrega o elétron, que abandona o átomo e começa a se chocar com os demais átomos.

3. Perda de energia

Para ter uma breve ideia, a cada esbarrão, o elétron que possui energia sobrecarregada perde um pouco dessa energia, que acaba se transformando em calor e, por isso, a chapa de chumbo esquenta.

4. Quebra de chumbo

Por fim, dependendo do caminho que o elétron percorre, ele pode conseguir ultrapassar a barreira de chumbo. No entanto, felizmente, isso acontece muito pouco. Mas, de fato, alguns elétrons conseguem chegar ao outro lado da chapa.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *