Cuidados Terceira Idade

Qual a importância do aparelho auditivo para idosos?

Com a chegada da terceira idade, é comum que algumas funções passem a se complicar. O equilíbrio, a visão e a força dos músculos, já não são mais os mesmos, isso sem falar na audição.

Esse sentido pode se desgastar ao longo dos anos ou pode ocorrer a surdez súbita. Seja como for, a surdez é um fato extremamente comum entre os idosos.

E é algo que pode prejudicar – e muito – a qualidade de vida deles. Por isso, os aparelhos auditivos têm grande importância.

A deficiência auditiva, quando não tratada ou quando não é feito o uso de um aparelho auditivo, pode trazer sérias alterações na vida do indivíduo.

Seja no humor, na relação com as outras pessoas e até mesmo, mudanças na personalidade. Para pessoas idosas, isso pode ocasionar doenças como depressão e o mal de Alzheimer.

Como a perda da audição pode afetar?

Devido a perda da audição, a pessoa idosa pode enfrentar dificuldades e desenvolver medos capazes de comprometer sua qualidade de vida.

Riscos físicos e psicológicos também podem se apresentar, prejudicando sua rotina e seus hábitos, consequentemente alterando seu comportamento. Alguns exemplos de como isso pode ocorrer estão citados a seguir:

Humor

A dificuldade ou incapacidade de ouvir, fazem com que o indivíduo fique desmotivado e deprimido, desmotivando-o a realizar tarefas que antes eram comuns em seu cotidiano.

Isso afeta diretamente o humor, pois carregam consigo a frustração de não conseguir entender aquilo que lhe é dito, além da irritabilidade e impaciência por não conseguir lidar com sua atual limitação.

Personalidade

Devido a insegurança e ao medo gerados pela falta de audição, muitos idosos que costumavam ser extrovertidos e brincalhões, podem se tornar introvertidos e deprimidos, sempre em estado de alerta. Isso também pode torná-los paranoicos e inseguros.

Afastamento social

Uma vez que possuem dificuldade em se comunicar com os outros, os idosos que sofrem de deficiência auditiva tendem a isolar-se.

Seja por vergonha, frustração e até mesmo por sua falta de paciência e seu humor. Esse isolamento traz fortes danos não apenas ao psicológico, mas também ao físico.

Memória fraca, falta de atenção e dificuldade de fala, são alguns dos males que podem se apresentar. Além disso, o afastamento social pode resultar em graves doenças como a depressão e o mal de Alzheimer.

Fadiga

A falta de motivação e estímulo, decorrente da falta de audição, faz com que muitos idosos se sintam indispostos para realizar tarefas, que antes eram extremamente simples.

Isso faz com que se sintam constantemente cansados e esgotados, o que favorece o afastamento social.

Riscos à segurança

O grupo da terceira idade, já é muito mais propenso a sofrer acidentes do que qualquer outra faixa etária.

Quando ocorre a perda de audição, esses riscos tornam-se ainda maiores, pois ela afeta o labirinto – órgão sensorial que localiza-se dentro do ouvido – e é responsável pelo equilíbrio.

Não apenas isso, mas o fato de não conseguirem ouvir buzinas, panelas no fogo e até alarmes de incêndio faz com que, constantemente, tarefas simples como atravessar a rua ou cozinhar tornam-se perigosas.

Saúde

Como citado anteriormente, aqueles que sofrem de deficiência auditiva, estão mais propensos a sofrer acidentes, a desenvolverem depressão e a lidarem com intensa sensação de fadiga.

Isso prejudica a saúde de diversos modos, seja com danos físicos, devido a acidentes, a falta de exercícios físicos ou mesmo com danos psicológicos, que comprometem o aproveitamento e a qualidade de vida do idoso.

Como escolher o melhor aparelho auditivo?

Esses fatos são alarmantes, justamente por comprometerem gravemente a vivência dos idosos que lidam com a deficiência auditiva. Por isso, é aconselhável procurar por um aparelho para surdez preço.

De modo a possibilitar que a pessoa idosa possa voltar a ouvir o mais normalmente possível e, assim, evitar que o quadro acima citado ocorra.

Muitos idosos mostram certa resistência quanto a essa ajuda auditiva, seja por vergonha ou orgulho. Por isso, é sempre preciso o apoio dos familiares.

Para que ele entenda que essa medida é tomada apenas para seu bem, garantindo sua qualidade de vida. O acompanhamento de profissionais também é necessário, pois apenas um médico especializado pode aplicar o exame audiometria.

E indicar o melhor aparelho para o caso. Uma boa aposta é sempre o aparelho auditivo oticon, que é referência no mercado por sua qualidade, conforto durante o uso e discrição.

A modernidade e o design dos produtos dessa marca, fazem com que ela seja a mais indicada e procurada no mercado.

Com aparelhos pequenos, discretos e elegantes, fica fácil combinar seu dia a dia e sua personalidade a essa ferramenta.

É sempre preciso estar atento a bateria para aparelho auditivo do dispositivo adquirido, de modo que não haja o risco de que ela se esgote, fazendo com que o idoso possa se sentir frustrado e com que o quadro apresentado ocorra.