Procedimentos cirúrgicos

Já sabe como funcionam alguns procedimentos cirúrgicos de cabeça?

O câncer de boca é uma enfermidade que acomete um grande número de pessoas no mundo, em escala crescente. Os índices apontam o tabagismo como seu principal causador, porém há outros fatores de risco relacionados a essa doença.

Como o vírus do papiloma humano (HPV), situação crônica, alcoolismo, etc. Outra pré-condição pouco conhecida, são os implantes bucais feitos de maneira inadequada.

Embora não existam índices comprovadamente científicos, que atestem essa relação entre as próteses e o câncer de boca, profissionais da área são contundentes nessa afirmação.

As próteses fixas, são postas por meio de pinos de titânio no osso maxilar do paciente, substituindo a raiz dos dentes ausentes.

A prática nas clínicas de odontologia e do especialista em implante dentário (chamado de implantodontista) mostra que, próteses dentárias mal colocadas causam lesões bucais.

Que mais tarde desenvolvem-se em feridas que, se mal tratadas, podem se tornar um câncer de boca. Além dessa disposição ao câncer bucal, as próteses mal adaptadas causam outros danos aos pacientes.

Por exemplo, ao fazer com que erros de mastigação não tratados adequadamente se desenvolvam, na forma de doenças como úlcera e estomatite (um tipo de infecção bucal, cujos motivos podem ser variados, desde vírus até condições mecânicas).

Pensando nisso, a escolha de um profissional sério e qualificado é fundamental, quando há a necessidade de realizar o procedimento que envolve a aplicação de próteses dentárias.

Em todas as suas etapas (planejamento, fabricação, instalação e, ainda, as recomendações posteriores sobre higienização e cuidados de uso).

Recomenda-se a consulta com um especialista em uma clínica odontológica de segurança. Outra opção é usar prótese dentaria adesiva.

O que são as próteses adesivas e as situações em que é recomendada?

A prótese dentária adesiva, é um item usado para substituir dentes perdidos, sendo esta uma opção menos invasiva do que as próteses fixas.

A sua colagem se dá por meio de hastes, feitas de haleto metálico (um composto químico formado por dois átomos de um grupo químico chamado de halogênios) coladas diretamente sobre dentes naturais, utilizando dentes vizinhos como base de sustentação.

A utilização desse tipo da prótese dentária adesiva se dá, principalmente, em casos de tratamentos provisórios, que antecedem a colocação de próteses fixas.

É menos invasivo e, portanto, pode ser usado tranquilamente na recolocação dentária em espaços mais reduzidos.

O dentista responsável pelo procedimento, irá realizar menos desgaste no dente original, através da remoção total ou parcial do esmalte do dente. Depois, uma nova coroa dentária será adicionada sobre a raiz.

Esse tipo de prótese dentária adesiva, permite que a aplicação seja apenas temporária, dando ao paciente a liberdade de realizar a substituição posterior para uma prótese fixa, se assim for do seu interesse.

Outra vantagem significativa dessa técnica adesiva, diz respeito ao preço do procedimento, consideravelmente mais barato que os implantes fixos, por se tratar de um método menos elaborado e exigir um material menos custoso.

Ainda é possível que o paciente obtenha bons resultados estéticos, de acordo com o local de fixação dessa prótese, e passe por um processo menos invasivo.

A cirurgia como opção para o hipertireoidismo

A tireoide é uma glândula localizada no pescoço, responsável por regular o funcionamento do corpo, através da produção de hormônios que serão lançados no organismo, controlando o nível do metabolismo e a homeostase.

Ou seja, o equilíbrio no funcionamento de todos os sistemas do corpo. Algumas doenças relacionadas a glândula tireóide são:

  • Câncer de tireoide;
  • Aparecimento de nódulos e cistos incomuns;
  • Hipertireoidismo ou Hipotireoidismo.

O hipertireoidismo é uma condição em que a glândula produz os hormônios triiodotironina (T3) e tiroxina (T4) em excesso, lançando-os ao corpo de forma não saudável.

Essa desordem, normalmente, tem origem genética e pode causar insônia, taquicardia, tremores, sudorese, entre outros. Normalmente, o hipertireoidismo é tratado através de medicação indicada por um endocrinologista.

Porém, em alguns casos, há o desenvolvimento de reações alérgicas aos componentes da medicação ou o paciente apresenta um quadro refratário. Neste caso, é possível indicar um procedimento cirúrgico feito com um cirurgião cabeça e pescoço SP.

Pensando ainda no quadro de hipertireoidismo, há a possibilidade de constatação da existência de um nódulo isolado que continua a produzir hormônios de forma desregulada.

Para proceder a remoção desse corpo estranho e garantir a cura da enfermidade, também recomenda-se que o paciente recorra a um cirurgião cabeça e pescoço SP para fazer o procedimento de forma segura e individualizada.