Cuidados

Doenças ocupacionais em call centers: medidas de prevenção

Toda atividade laboral possui seus pontos de atenção em relação a saúde e segurança dos trabalhadores. Não seria diferente com as centrais de atendimento. 

As doenças ocupacionais em call centers podem ir de problemas físicos até psicológicos, e cada um deles deve ser prevenido.

O setor de call center é o maior empregador na área de serviços no Brasil. Esses profissionais são responsáveis por atender clientes de diversas empresas, e entre as doenças mais comuns estão a Lesão por Esforço Repetitivo (LER), Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho (DORT), problemas de audição, dores nas costas e doenças relacionadas ao estresse.

Em 2007, uma norma regulamentadora, a NR 17, que trata de ergonomia, ganhou um anexo referente às condições de trabalho em teleatendimento/telemarketing, buscando proporcionar maior conforto e segurança, preservando a saúde dos trabalhadores.

Saiba mais sobre as doenças mais comuns e formas de prevenção.

Doenças ocupacionais mais comuns em call centers

A NR 17 estabelece o call center como um “ambiente de trabalho no qual a principal atividade é conduzida via telefone e/ou rádio com utilização simultânea de terminais de computador”.

As longas horas de trabalho em frente a computadores, utilização de headset e a pressão psicológica para bater metas, além da exposição a situações estressantes durante o contato telefônico, são alguns dos fatores que podem levar ao surgimento de doenças ocupacionais.

Para a prevenção de doenças como a LER, dores nas costas e articulações, a NR 17 estabelece uma série de medidas envolvendo o mobiliário utilizado. Confira!

1 – Ergonomia

A ergonomia no trabalho auxilia na prevenção de doenças como LER/DORT, dorsalgia, dores lombares e outras causadas por movimentos e postura.

Algumas medidas de prevenção são o fornecimento de mobiliário compatível com a função exercida (mesa, cadeira, escrivaninha, entre outros).

As costas do colaborador devem ficar eretas, e a cadeira deve ter um encosto confortável. 

Para aqueles que precisarem, deve ser fornecido um apoio para os pés, de modo que as pernas não fiquem balançando, sem encostar no chão.

Além disso, a NR 17 prevê que equipamentos como os monitores de vídeo, teclados, cadeira (assento, encosto e braços), possam ter sua altura regulada.

Em relação aos monitores de vídeo, eles devem estar a uma distância segura para a visão e, também, ter altura ajustável.

As pausas ao longo do trabalho para movimentar e alongar-se são outra forma de prevenir as doenças causadas por movimentos repetitivos, além da ginástica laboral.

2 – Perda auditiva e problemas de voz

A maior parte dos call centers utiliza o headset como meio de comunicação, equipamento que une microfone e fone. 

Os ruídos constantes, equipamentos de má qualidade e desregulagem do som podem causar a Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR).

Algumas medidas de prevenção são eficazes:

  • Fornecimento de equipamento individual para cada trabalhador;
  • Alternar o equipamento de orelha ao longo do dia;
  • Substituição do headset em caso de ruídos e defeitos;
  • Os equipamentos devem possuir ajuste de volume e proteção de ruídos.

Além disso, os headsets também devem passar por manutenção conforme recomendação do fabricante ou necessidade do equipamento.

A correta climatização do ambiente de trabalho, fazer pausas ao longo do dia e ingerir líquidos, são uma forma de prevenir problemas de voz e garganta, que podem surgir em função das atividades exercidas em um call center.

3 – Saúde mental

As práticas de um call center envolvem ligação com clientes, que podem ter diversos tipos de contrariedade, bem como os profissionais sofrerem constantes pressões para realizar metas, sejam de venda ou atendimento.

O estresse causado por esta rotina também prejudica a saúde física e mental do trabalhador e sua produtividade. 

Por isso, é fundamental que a empresa forneça um ambiente saudável, colaborativo, estabelecendo metas atingíveis, incentivando as pausas ao longo da jornada de trabalho, e realizando treinamentos constantes.

Uma estrutura adequada, incluindo equipamentos, mobiliário, climatização e iluminação, também contribuem para a saúde mental dos trabalhadores, motivação e ambiente saudável.

Lembrando que toda empresa deve implementar o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO).

Os programas de prevenção são responsáveis por antecipar os riscos do ambiente de trabalho, estabelecendo medidas preventivas, de modo a preservar a saúde e segurança do corpo de funcionários da empresa.

Os exames periódicos também são de extrema importância para acompanhar a saúde física dos funcionários, e estão previstos no PCMSO.

A utilização de um sistema de gestão em medicina do trabalho é importante para organizar e gerenciar todas essas informações relacionadas aos colaboradores, além de relatórios que devem ser gerados para o eSocial.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *