Procedimentos cirúrgicos

Detalhes sobre materiais cirúrgicos

Dentro de um ambiente direcionado à saúde é necessário seguir regras para evitar o descumprimento de normas que podem afetar a saúde das pessoas no geral, isso inclui desde os procedimentos, medicamentos e principalmente os materiais cirúrgicos, que são necessários durante processos cirúrgicos por equipes médicas e cirurgiões.

Um dos processos mais importantes em materiais cirúrgicos é a esterilização em todos os acessórios. A importância e atenção em todos esses materiais é fundamental para a segurança de cada paciente, evitando bactérias, fungos e vírus a cada um que utiliza.

A CME (Central de Material e Esterilização) é um setor responsável por realizar toda a limpeza, esterilização e distribuição dos materiais em um ambiente hospitalar.

Um hospital que não trabalha com esse setor pode ser multado, pois a infecção hospitalar, atualmente, tem sido uma das causas mais recorrentes de óbitos dentro dos hospitais.

Afiação de instrumentos cirúrgicos

Durante uma cirurgia ou processos hospitalares é importante o uso de produtos e materiais de qualidade, com isso é necessário manter os equipamentos conservados.

Como em um hospital são realizados diversos procedimentos é importante mantê-los afiados e bem estruturados para qualquer emergência, evitando possíveis falhas medicinais causando a perda de uma vida.

afiação de material cirúrgico é importante para que seja feito um corte/perfuração exato, principalmente em situações emergenciais, os profissionais que trabalham nessas áreas precisam verificar, de forma preventiva, como está os materiais antes de iniciar o seu uso.

Gerador de radiofrequência

A radiofrequência é realizada por especialistas responsáveis por amenizar e aliviar dores, sendo um processo alternativo em casos de emergência, esse processo é realizado com diversas máquinas para o setor médico, entre eles é utilizado o gerador de radiofrequência, utilizado em cirurgias de corte, coagulação, aplicações ou mudanças de tecidos, etc.

Através desse equipamento é distribuída uma corrente elétrica que chega até um eletrodo que se mantém dentro da parte dolorida do paciente, assim atinge o nervo local e impede que a dor seja levada até os neurônios cerebrais, evitando o seu reconhecimento.

Monitores cardíacos para hospitais

monitor cardíaco hospitalar é responsável por mostrar, de forma direta, a frequência cardíaca do paciente, através de um eletrocardiograma traçado, com isso é possível ter controle do coração, pressão arterial e respiração.

Esse equipamento é monitorado por enfermeiros, médicos e responsáveis aptos para esse tipo de situação. Hoje no mercado é possível encontrar diversos tipos de monitores, em diversas polegadas e designers,  os mais modernos do mercado possuem alguns benefícios como:

  • Acesso rápido a todas as configurações;

  • Impressão térmica;

  • Tela sensível ao toque gerando agilidade;

  • Análise de oxigênio;

  • Sinalização de emergia.

Esse produto também é conhecido como monitor de sinais vitais, que pode ser instalado em todos os leitos do hospital e interagir com os outros quartos, assim é possível ter controle de um quarto estando em um outro andar ou local.

Ponta de ultrassom hospitalar

A ponta para equipamento de ultrassom tem sido um das peças mais necessárias para a execução de processos cirúrgicos e exames diários. Esses materiais são essenciais na área odontológica, profilaxia, cirúrgica, entre outros.

Benefícios da ponta de ultrassom

Além de gerar alta resistência nas máquinas em que são aplicadas é possível trazer outros benefícios de alta pressão durante uma cirurgia, entre eles são:

  • Produto resiste a danos;

  • Moderno e eficiente;

  • Fácil manuseio;

  • Benefícios de médio a longo prazo.

A ponta de ultrassom é similar a um eixo que é responsável por gerar maior estabilidade nas máquinas evitando danos, trazendo mais resistência ao realizar uma determinada pressão com o braço.

Essa resistência serve como uma base sustentadora para o apoio ultrassônico, gerando uma vedação, evitando acesso de água ou resíduos.

Hemostático hospitalar em pó

O hemostático é um pó que ajuda a estancar o sangue quando possui contato com a pele.

Ao unir o sangue com o hemostático em pó é formada uma gelatina, cuja função é cicatrizar o local machucado, muito utilizado tanto nas situações mais simples, como um corte no dedo, ou uma cirurgia dentária/hospitalar, além disso esse produto pode ajudar o paciente durante a cicatrização.

Pode ser encontrado não só para hospitais, mas também para situações de emergência residencial, podendo ter diversos tamanhos ou nomes diferentes.

O modo de aplicação pode variar de local para local, podendo ser aplicado seco ou sendo dissolvido em um soro, assim é possível aplicar com ajuda de gases e mantendo o material sobre o machucado até que gere uma textura gelatinosa.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *