Cuidados Tratamento

Os melhores cuidados com a sua pele

Os cuidados com a pele muitas vezes são negligenciados, porém, estabelecer uma rotina que também envolve preservar a saúde da pele, é um grande passo para evitar diversas condições incômodas.

Da mesma forma, as pessoas que já lidam com algum tipo de problema na pele, também devem buscar cuidados, principalmente, com profissionais especializados em um centro de dermatologia estética.

Os principais cuidados diários com a pele

Alguns procedimentos podem soar simples e até mesmo sem importância, porém, são capazes de gerar impactos positivos na pele quando executados corretamente. Por exemplo:

  • Limpeza: higienizar a pele duas vezes por dia;
  • Banhos: evitar banhos muito quentes e prolongados;
  • Procedimentos estéticos: evitar esfoliações excessivas na pele;
  • Maquiagem: não dormir de maquiagem;
  • Exposição solar: usar sempre protetor solar, não apenas ao ir à praia.

São atitudes como essas, que são capazes de estabelecer cuidados sutis, porém significativos para a saúde da pele.

Uma boa hidratação também é muito importante e assim como em todos os casos, é fundamental selecionar produtos que atendam suas necessidades.

É interessante observar que a limpeza excessiva, seja no dia a dia ou em centros estéticos, também pode ser prejudicial para a pele.

Sendo assim, excessos devem ser evitados para que a saúde de sua pele seja adequadamente preservada.

A importância da limpeza de pele

Ao buscar por limpeza de pele preço, é importante levar em consideração que cada tipo de pele, seja oleosa, mista, normal ou seca, apresenta suas exigências.

Sendo assim, a necessidade de realizar a limpeza de pele e o tipo de método aplicado, é um ponto que pode variar muito de pessoa para pessoa. De forma geral, o tempo indicado para o procedimento é a cada 35 dias em média.

Por mais que apresente distinções entre os métodos, a limpeza de pele a laser é realizada com a proposta de efetuar uma higienização mais detalhada e profunda nas pessoas.

Dessa maneira, os pontos afetados são tratados, além da remoção de células mortas, cravos, entre outras possibilidades. Os tipos mais comuns são:

  • Convencional: realizada com produtos de higienização, máscaras, emolientes, entre outras possibilidades;
  • Limpeza com peeling químico: limpeza associada à aplicação de ácidos para remover camadas danificadas;
  • Peeling de diamante: realiza uma esfoliação profunda da pele, removendo manchas e células mortas;
  • Hidratação: procedimento com aparelho específico de ionização, para peles descamando ou muito ressecadas.

Conforme citado, existem diferentes tipos de pele e condições em que a pele pode se enquadrar.

Por esse motivo, além de avaliar quais são as questões a serem tratadas, ao procurar um centro de dermatologia e laser, seja para uma limpeza de pele convencional ou procedimento mais avançado, o profissional levará em conta diversos fatores para os procedimentos a serem estabelecidos.

Como lidar com acne?

Quando se fala de acne, muitas pessoas imaginam que se trata apenas de espinhas.

No entanto, a acne consiste em uma condição que abrange não apenas espinhas, mas diferentes tipos de cravos e espinhas que surgem devido à obstrução de folículos capilares por células mortas e óleos.

Independentemente do tipo de acne, o mais recomendado é que seja tratado o mais cedo possível. Nesses momentos, é favorável recorrer a profissionais capacitados para realizar tratamentos estéticos para acne.

Afinal, o controle da condição pode apresentar muito mais do que benefícios estéticos, pois contribui com a preservação da saúde da pele.

É importante ter consciência de que, dependendo da condição da pele, os tratamentos contra acne podem demorar de acordo com as lesões.

As condições consideradas não inflamatórias são os cravos e normalmente contam com procedimentos mais simples.

Já as inflamatórias, consistem nas espinhas, nódulos e cistos, que apresentam a necessidade de tratamentos mais avançados.

Há possibilidade de que o tratamento seja local, por meio de produtos combinados ou isolados e/ou por via oral, com medicamentos específicos.

Alguns procedimentos complementares também podem ser recomendados conforme o quadro do paciente, como a drenagem de abscessos, limpezas com uso de laser, esfoliações químicas, entre outros.

Para não regredir no tratamento, além de se ater às recomendações médicas, também é necessário não manipular as lesões, que é algo muito comum entre as pessoas.

Até os indivíduos que não estão em tratamento devem evitar a manipulação, afinal, é algo capaz de piorar o quadro inflamatório e resultar em cicatrizes.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *