Equipamentos

Cadeiras de rodas: entenda como comprar e fazer a manutenção dos diferentes tipos

Muitas pessoas optam por cadeira de rodas aluguel, especialmente quando alguma das regiões dos membros inferiores é fraturada, o que inviabiliza a locomoção. Ademais, tanto para alugar como comprar, alguns pontos precisam ser analisados.

Além disso, para cada finalidade existe um tipo de cadeira de rodas diferentes. Dessa forma, o objeto garante conforto, funcionalidade e comodidade em todas as aplicações.

Ainda cabe destacar que a manutenção de cadeira de rodas motorizada, por exemplo, deve estar em dia e de acordo com as normas de segurança. Assim sendo, o usuário poderá se locomover com muito mais segurança e praticidade.

Então, chega de mais de delongas! Abaixo, entenda como comprar e fazer a manutenção dos diferentes tipos de cadeiras de rodas.

Onde manter a cadeira de rodas guardada

A cadeira de rodas possui algumas peças plastificadas e, quando guardada de maneira incorreta, esses componentes podem rachar. Neste sentido, é imprescindível que o equipamento fique longe de umidade e do excesso de luz solar.

É indicado manter a cadeira de rodas em locais frescos, pois a umidade pode causar problemas, principalmente em cadeiras motorizadas, causando danos nas partes eletrônicas e motor.

Assim sendo, o ideal é recorrer à assistencia tecnica cadeira de rodas motorizadas, onde a implicação pode ser resolvida.

A cadeira de rodas motorizada tem partes suscetíveis às mudanças de temperatura. Geralmente, o equipamento possui um controlador que só opera em temperaturas agradáveis.

Portanto, é importante evitar manter a cadeira em ambientes com temperaturas extremamente baixas ou altas, pois as baterias podem apresentar defeitos.

No caso da cadeira para banho hospitalar, não há nenhum problema deixá-la em local úmido, como o próprio banheiro, uma vez que o equipamento é produzido especialmente para aguentar umidade.

Evitar exposição excessiva à chuva

Deve-se evitar ao máximo deixar a cadeira de rodas exposta à chuva. Além de o usuário ficar todo encharcado, o equipamento pode apresentar sérios defeitos, como ferrugem e oxidação das peças.

Se for motorizada, os problemas podem ser ainda piores. Neste sentido, as cadeiras de banho para deficientes, embora aguente ambientes molhados, devem ficar longe de chuvas, principalmente por questões higiênicas.

Voltando às cadeiras motorizadas, o ideal é sempre usar uma proteção que inviabiliza o contato do controle com a água. Assim sendo, o equipamento ficará protegido e livre de possíveis danos aos componentes internos.

Higienização periódica

É imprescindível que a higienização da cadeira de rodas esteja em dia, pois melhora o funcionamento e, consequentemente, aumenta a vida útil do equipamento. Dessa forma, os componentes e peças ficarão livres de poeiras e resíduos, que se acumulam com o tempo.

No caso da cadeira de banho dobravel, a higienização pode ser feita com um pano úmido e, posteriormente, a secagem. Nessa ocasião, é importante ficar de olho nas dobradiças, principal ponto onde pode aparecer defeito, e inviabilizar o uso do equipamento.

A cadeira de rodas manual, por sua vez, também pode ser limpa com pano úmido e álcool, mas sempre atentando para que não fique molhada e acabe causando danos aos componentes da mesma.

Revestimento de encosto e assento

Tanto o assento como o encosto, partes essenciais da cadeira, precisam ser confortáveis e posicionados de maneira correta. Além do mais, essas partes podem ser customizadas.

Auxiliando a prevenir a postura incorreta, bem como possíveis implicações de saúde. Portanto, é necessário que o usuário fique atento aos rasgos e avarias causadas com o tempo de uso.

Lubrificação dos materiais

A manutenção da cadeira de rodas não pode ser feita com graxa ou qualquer lubrificante químico. Isso porque o uso de certos produtos pode acarretar em problemas graves, inviabilizando a usabilidade adequada do equipamento.

Além disso, dependendo do produto, a cadeira pode ficar suja e com as peças desgastadas. Veja os principais cuidados com a lubrificação de cadeiras de rodas:

  • Nunca lubrificar a cadeira com óleo;
  • Não usar produtos químicos;
  • Não molhar os rolamentos;
  • Evitar o contato com graxa;
  • Não usar lubrificantes de carro;
  • Não usar nenhum tipo de gel.

Não é recomendado lubrificar os materiais da cadeira de rodas. Isso porque as empresas que fabricam o equipamento já instalam um sistema que facilita a vida do usuário e o quesito lubrificação está incluso nisso.

Ou seja, a cadeira já é fabricada com lubrificação adequada em determinadas estruturas e de maneira permanente.

Portanto, refazer este procedimento pode causar mais incômodos do que benefícios. Estas são as dicas sobre como comprar a cadeira de rodas ideal e realizar a manutenção de forma completa e livre de complicações.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *